Sem categoria

CONHEÇA O MARKETING DE GUERRILHA E ALGUNS CASES DE SUCESSO

Diante do grande aparato bélico dos EUA, o Vietnã utilizou a criatividade, o conhecimento do território e táticas de guerrilha para sobreviver à guerra e surpreender o inimigo. Estas estratégias inusitadas inspiraram o publicitário norte-americano Jay Conrad Levinson, no final dos anos 70, a criar o conceito conhecido como Marketing de Guerrilha.

Este conceito inovador, que vem crescendo mais e mais a cada dia, é focado em uma publicidade criativa, muitas vezes, pouco convencional, e às vezes até mais agressiva que outras formas de divulgação, porém com investimento baixo.

Num momento em que somos abarrotados diariamente com um monte de informações, e temos uma rotina que exige tarefas urgentes, somos obrigados a selecionar melhor o que merece ou não nossa atenção.

Desta forma, o marketing de guerrilha tem que ter essa percepção e ser tão chamativo que se torne impossível de ignorar, criando acima de tudo uma impressão duradoura na mente dos clientes.

Mais ainda, o foco é provocar uma reação no consumidor, talvez por fazê-lo reavaliar suas prioridades e hábitos pessoais, métodos de trabalho ou mesmo por “incomodar” um concorrente de modo direto.

Considerando a alta competitividade atual, o método se mostra essencial para que os consumidores enxerguem a empresa com outros olhos, reforçando sua imagem, agregando valor e possibilitando estabelecer um diferencial no mercado.

DICAS PRINCIPAIS PARA UM MARKETING DE GUERRILHA EFICIENTE

1. Conheça bem seu cliente

Conhecer detalhadamente os clientes atuais e até mesmo os potenciais clientes garante que sua campanha não falhe por entregar valores que não são do interesse daqueles consumidores.

Por isso, o principal é criar as personas (ou os perfis ideais de clientes) do seu negócio. Para tanto, é preciso estudar não só o mercado em que o cliente se insere, mas seus hábitos de consumo, valores, objetivos e necessidades.

2. Descubra os canais estratégicos para alcançá-las

De nada vale identificar a mensagem certa e não saber como entrega-la ao seu público. Excelentes plataformas de comunicação para o marketing de guerrilha são as redes sociais, já que elas proporcionam a viralização do conteúdo, conseguindo alcançar uma maior quantidade de pessoas em um curtíssimo espaço de tempo. Mesmo que o melhor lugar para o marketing de guerrilha seja na própria rua, trazendo sua campanha até seu cliente, as redes sociais são o grande suporte para propagar os feitos. Também é possível fazer campanhas totalmente digital.

3. Fale a mesma língua que seu público

Para garantir uma campanha de sucesso, é importante que sua marca fale a mesma língua que seus consumidores. Se for algo mais descontraído ou mais sério, a linguagem precisa sempre estar de acordo com o segmento do negócio.

4. Não fuja das suas origens

O marketing de guerrilha não precisa seguir uma única fórmula. Já que a formula do sucesso é a versatilidade da comunicação, direcionada a públicos diferenciados. Contudo, não se deve fugir das suas origens: se o seu segmento permite uma linguagem mais leve e descontraída, siga esse caminho. Caso contrário, tente se adaptar conforme o necessário, a fim de que o resultado final continue sendo autêntico.

5. Estabeleça parcerias

No marketing de guerrilha, o co-marketing pode render bons frutos quando bem acertada. Essa ação, basicamente, é quando duas empresas se juntam para atingir um mesmo público, criando conteúdo e promovendo produtos que despertem o interesse dessas pessoas. O ideal é que todos os envolvidos saem ganhando com a iniciativa, nem que seja maior atenção para o negócio, por exemplo.

6. Seja autêntico

A criatividade e a originalidade devem andar de mãos dadas para chamar a atenção dos consumidores, desde que ambas estejam de acordo com seu negócio. Uma boa forma de evitar acusações de plágio e causar uma repercussão negativa é pesquisar exemplos e cases de sucesso de quem já vem fazendo isso no mercado.

7. Capriche na execução

Boa parte das campanhas de marketing que fracassam não falha no planejamento, mas sim na fase de execução. Por isso, após definir a melhor forma de atrair e impactar os clientes com uma abordagem original, é fundamental analisar ou repassar cada detalhe do que será preciso para tornar a ideia bem-sucedida.

8. Aposte na interatividade

O objetivo é criar uma experiência única para o público. Essa interação pode se dar em diferentes níveis. O primordial é que ela seja criativa e que ajude a construir uma percepção positiva para a marca.

9. Trabalhe bem as emoções

Para que a experiência seja memorável, ela precisa provocar reações e emoções nos consumidores. Novamente, você deve refletir quanto à importância do conteúdo estar adequado ao segmento e ao público. Se o objetivo é a divulgação de produtos, por exemplo, a abordagem pode ser feita de forma leve e informal. Já para retratar assuntos mais sérios e urgentes, as campanhas em tom igualmente sério podem ser a melhor solução.

10. Avalie os resultados

Como em qualquer campanha de marketing, é imprescindível acompanhar os resultados para fazer os aprimoramentos necessários e manter o sucesso da ação. Mesmo as ações de marketing de guerrilha se baseando na espontaneidade, elas não fogem a regra. Portanto, elas precisam ser mensuradas. Uma ótima maneira de começar é acompanhar a repercussão nas redes sociais.

Analisando o que é dito nelas através do boca a boca, você consegue ter insights quanto às percepções do público sobre sua marca. Vale destacar ainda que é interessante comparar os resultados obtidos durante a execução da campanha com o desempenho normal dos outros meses. Isso permite avaliar se a estratégia está no caminho certo ou não.

CASES DE SUCESSO

IWC

A marca de relógios suíços inovou ao fazer uma ação em linhas de ônibus. Você não sabe que precisa de um relógio novo até vê-lo em seu braço, não é mesmo?

marketing de guerrilha exemplos

National Geographic

Aparentemente, a galera gosta de fazer ações em ônibus. Para anunciar a Semana do Tubarão (Shark Week), a empresa resolveu trazer os gigantes marinhos para o dia a dia das pessoas. Adesivar alguns ônibus é muito mais em conta do que anunciar na televisão.

marketing de guerrilha

Mc Donald’s

Talvez o fast-food Mc Donald’s seja o maior especialista em marketing de guerrilha atualmente. Aqui no Brasil, por exemplo, a empresa mudou o nome de algumas lojas para “Méqui”, que é como nós falamos. Mas também fizeram uma faixa de pedestres composta por batatinhas.

marketing de guerrilha

HBO

Para fazer a divulgação da série Sopranos, a HBO colocou braços falsos saindo dos porta-malas de diversos táxis da cidade de Nova York. Em um primeiro momento, as pessoas batiam o olho e ficavam assustadas. Depois, logo embaixo do braço, viam o anúncio da série.

o que é marketing de guerrilha

Warner Channel

Não é preciso investir muito dinheiro para fazer uma ação legal. A Warner fez isso de graça: com um simples comentário no Facebook. O Flash, conhecido como o homem mais rápido do mundo, foi o primeiro a comentar na foto.

o que é marketing de guerrilha

FONTE: designculture.com.br tecnofit.com.br

Atendimento via WhatsApp!